Despesas “invisíveis” ou que parecem muito pequenas podem prejudicar o lucro da empresa se forem negligenciadas

Jogar dinheiro fora sem perceber é mais comum do que se imagina nas empresas. E isso acontece principalmente em duas situações: quando os negócios vão bem e quando a companhia alcança um porte em que pequenas quantias parecem não fazer diferença. Seja qual for o motivo, a prosperidade do negócio pode mascarar ineficiências. Quem garante é Fábio Yamamoto, sócio da Tiex, consultoria financeira corporativa.

Segundo ele, essa falsa percepção prejudica uma parcela importante da rentabilidade. “Gastos que parecem não ser de grande importância podem representar fonte importante de recursos e significar a diferença entre sobreviver ou fechar o seu negócio”, ressalta.

Veja a seguir oito processos listados por Yamamoto que podem ser revistos pela empresa para reduzir custos e assegurar a lucratividade.

1. Falta de renegociação com fornecedores em decorrência do aumento dos volumes
2. Serviços terceirizados como de moto-frete ou internet banda larga sem renegociação
3. Pagamento indevido de seguro de vida de funcionários
4. Pagamento de benefícios a colaboradores que já não fazem parte do quadro de funcionários da empresa
5. Seguros efetuados em duplicidade
6. Ausência de negociação para isenção de tarifas bancárias
7. Benefícios a empregados, como plano de saúde, que podem contar com condição mais vantajosa para empresa quando adequadamente negociados
8. Ausência de acompanhamento das alterações da legislação tributária, o que faz com que “parem no tempo” agravando perdas com tributos e impostos

– – –

Publicado em: Supermercado Moderno

About the author